Translate this blog

Pesquisar este blog

4.14.2015

Mobilização política contra a inoperância na gestão pública do turismo


Por: Aristides Faria

Entre os dias 02 de agosto e 05 de outubro de 2014 – data do pleito eleitoral nacional – dediquei-me a realização de um projeto intitulado “Agenda Propositiva do Turismo | Baixada Santista” (www.facebook.com/agendapropositivadoturismo).

O amigo leitor deve saber que sou morador de Santos, cidade localizada no litoral de São Paulo. A cidade é sede da Região Metropolitana da Baixada Santista, região administrativa composta ainda pelos municípios de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e São Vicente.

Essa ação é autônoma, apartidário e foi financiada desde seu início pela [RH em Hospitalidade], minha pequena empresa de consultoria em Educação Corporativa com foco no setor de Serviços.

O que me motivou a liderar essa ação foi o contato prévio com um candidato a deputado estadual. Esse contato se desvirtuou e, naturalmente, enquanto empresa, segui com o plano e desde outubro de 2014, ao invés de propostas de governo para o turismo regional, temos um dossiê sobre o descaso e a inoperância que tomam conta do setor – ou não tomam conta, não é mesmo?

O projeto foi organizado em três etapas concomitantes: pesquisa de opinião pública, visitas técnicas aos municípios da região e reuniões técnicas e temáticas com profissionais do setor. Com o cumprimento dessas etapas, elaborei um documento que foi apresentado publicamente em três ocasiões, sendo uma em Santos, uma em Itanhaém e outra em Diadema.

Além disso, importa citar, que paralelamente criei uma petição pública (http://goo.gl/xPhhqb) e uma proposta de alteração da legislação estadual no que compete a nomeação dos “Delegados Regionais de Turismo”, de modo que possam ser estabelecidos critérios técnicos para a contratação desses profissionais.

Historicamente esse cargo tem sido ocupado por agentes políticos, que não parecem se ocupar de trabalho em prol do desenvolvimento do turismo regional. Lastimável. Com base em uma pesquisa de intenções de votos, fiz uma leitura das propostas de governo – quando existiam – dos três primeiros colocados na corrida pelos cargos de deputados estaduais e federais pela região. Resultado inócuo. Nenhum deles fala sobre o fomento ao setor.

Para amplificar ainda mais os resultados alcançados por esse projeto, determinei como tema central da quarta edição do Seminário de Hospitalidade do Litoral Paulista (SEHLIPA) o seguinte tópico “Comunicação & Relações governamentais”.

Já enquanto desdobramento desse trabalho, informo que aproximei meus estudos de mestrado do tema. Esse projeto irá gerar frutos muito além do período eleitoral, que, no final das contas, é o mote de toda minha indignação com a inércia na qual se encontra nosso mercado nas cidades da Baixada Santista.

Espero, de algum modo, ter contribuído para mobilizar os profissionais do setor no sentido de agregar pessoas e ideias em torno de propostas efetivas para o fortalecimento dessa relevante atividade econômica.

-


Esse conteúdo é parte do projeto “Agenda Propositiva do Turismo” (www.facebook.com/agendapropositivadoturismo), ação autônoma, apartidária e financiada pela [RH em Hospitalidade], entre agosto e novembro de 2014. Os resultados finais do projeto originaram o IV Seminário de Hospitalidade do Litoral Paulista, realizado em Santos, em abril de 2015 (www.sehlipa.com).
Postar um comentário