Translate this blog

Pesquisar este blog

2.28.2015

Hospitalidade: a chave para aumentar as vendas e potencializar relacionamentos

Por: Aristides Faria

Hoje, em 2015, após a realização da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e às vésperas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos | Rio 2016, o uso do termo “hospitalidade” se popularizou, o que pode ser muito positivo em diversos aspectos.

Em primeiro lugar, pondero que se compreendermos a tal “hospitalidade” como gestos de gentileza – que tendem a serem recíprocos – acredito que pouco a pouco formaremos uma espécie de corrente do bem. Em segundo lugar, vejo que se a compreendermos como uma ferramenta de trabalho, capaz de potencializar nossas vendas por meio do bom atendimento e da transparência nas relações comerciais - ótimo! – teremos então um mercado mais justo.

Após alguns anos me dedicando a compreender melhor o assunto, ainda que embrionariamente, acredito que a hospitalidade faça parte de uma compreensão maior, mais ampla, que, na verdade, me parece partir de elementos, sentimentos como o amor e a bondade com nós mesmos.

Essa impressão é confusa e até contraditória já que “gentileza” e “bom atendimento” sempre dizem respeito ao relacionamento interpessoal. Em minha visão, a “hospitalidade” diz respeito a sentimentos e atitudes muito mais preliminares, naturais e mesmo rudimentares da existência humana.

Minha área de formação é o turismo, com isso a hotelaria me acompanhou desde meus primeiros anos de carreira. Em diversas experiências pude notar sorrisos nem tão verdadeiros, preços nem tão justos e alimentos nem tão frescos assim. Bem, o cliente (hóspede ou não) está satisfeito (ou seja, não percebeu ou deixou passar tais derrapadas)? Se sim, ótimo. Se não, que pena.

Em muitos momentos percebi certo descaso e despreocupação com a experiência de compra vivida pelos clientes de bares, restaurantes e meios de hospedagem pelos quais passei. E isso acontece ainda hoje quando frequento na condição de cliente. Para alguns empresários, “relacionamento com clientes” se trata do número de seguidores que sua empresa tem nas redes sociais.

Para muitos empresários, “marketing” diz respeito ao conjunto de anúncios feitos pela empresa em jornais, revistas, portais especializados e, quando muito, a contratação de uma assessoria de imprensa para divulgar a promoção do almoço especial em comemoração ao Dia das Mães, como mera ilustração.

Acredito firmemente que estabelecer e trabalhar para desenvolver relacionamentos comerciais com base, naturalmente, na boa qualidade dos produtos e serviços ofertados, mas em valores é o caminho viável para o sucesso nos negócios – de todos tamanhos e segmentos.

Além de ética, falo de compaixão, transparência e confiança mútua. Me refiro ao interesse genuíno pela satisfação do cliente e pela verdadeira satisfação em bem receber aos visitantes de nossa cidade, nossa casa ou nosso hotel.
Postar um comentário