Translate this blog

Pesquisar este blog

6.25.2011

Após uma pausa, retomando com força total!!

Caros leitores,

Talvez tenham notado, mas faço questão de prestar uma satisfação acerca de nossas atualizações semanais. Fizemos uma pausa de três semanas nas publicações de nosso blog. Questão estratégica.

Como sabem, estamos participando do prêmio Top Blog 2011 na categoria empreendedorismo. Para promover nossa campanha realizamos um disparo via e-mail marketing, e com base nas estatísticas de abertura e clicks decidimos por "congelar" nossa página para canalizar todos os esforços na maximização da eficiência dessa ferramenta.

Tivemos sucesso e repetiremos disparos semelhantes até outubro, quando encerra-se a primeira fase do concurso. Lembro que somos duas vezes eleitos um dos 100 mais votados na categoria "Variedades Profissionais". Dessa vez estamos na disputa com foco eminentemente em negócios.

Bem, prestada a devida satisfação, fico feliz em compartilhar duas notícias muito bacanas.

A primeira é o lançamento do livro Turismo de Experiência - sou co-autor - no 6º Salão Nacional do Turismo. E a outra boa nova é que ministrarei uma palestra no Núcleo do Conhecimento sobre o tema dessa obra.Em breve compartilharei o convite para o evento e as diretrizes para inscrições. Fantástico!


E, de cunho pessoal, gostaria de compartilhar uma grande alegria... os colegas que acompanham nosso blog e nossas redes sociais sabem que sou morador de Santos, torcedor do Santos FC e associado ao clube desde criança. É uma herança, uma tradição. E nosso time foi campeão da Copa Libertadores da América, maior torneio sul-americano inter clubes. Foi muito bacana e emocionante!!

Independente de rivalidades - falando como morador - gosto quando o Santos vence e passa por boas fases em campo, pois a cidade fica alegre e as pessoas mais abertas, vestidas de preto e branco. Bandeiras nas janelas. Muito legal!!

É isso aí, pessoal! Espero que curtam a atualização dessa semana. A partir da próxima sexta-feira retornaremos a nossa rotina. Enquanto isso, participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Copa América gera negócios de US$ 1 bilhão

Por: Daniel Rittner, de Buenos Aires | Valor On-line

Neymar é o novo Messi?


Enquanto os apreciadores do bom futebol começam a fazer suas apostas, esperando um duelo entre a revelação brasileira e o melhor jogador do planeta, a Argentina já comemora o impacto econômico da 43ª edição da Copa América antes mesmo de a bola rolar. O torneio começa no dia 1º, com uma previsão de gerar negócios em torno de US$ 1 bilhão no país vizinho, segundo o Comitê Organizador Local (COL).

É uma fração quase insignificante perto das cifras astronômicas que movimentarão a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Brasil, mas nada mau para os argentinos, que não sediam um grande evento esportivo desde os Jogos Pan-Americanos de Mar del Plata, em 1995. Também significa o dobro do impacto econômico verificado na edição anterior do torneio, realizado há quatro anos, na Venezuela.

Há ganhos intangíveis, como a divulgação da marca-país para até 4 bilhões de telespectadores em mais de 200 nações, de acordo com José Luis Meiszner, presidente do COL. "É uma oportunidade única para abrir as portas do país ao mundo", diz o cartola. Outros negócios são mais previsíveis. O comitê calcula que o turismo movimentará - contando gastos em hotelaria, restaurantes e transporte - US$ 475 milhões. Os direitos televisivos somam US$ 160 milhões. Os jogos serão transmitidos no Brasil. O restante vem de recursos de patrocinadores, reformas de estádios e venda de ingressos. Não está na conta o mais novo atrativo lançado pelo governo: o programa "LCD para Todos", que pretende vender pelo menos 200 mil aparelhos de tela plana e com decodificadores de televisão digital, subsidiados e parcelados em 60 vezes, até setembro, mas aproveitando o apelo de assistir à Copa América em alta definição.

A competição também é recheada de nuanças políticas. Com a exceção recente da Venezuela, que distribuiu o torneio por nove cidades, nenhum país descentralizou tanto a Copa América nas últimas décadas. Desta vez, serão oito subsedes. Curiosamente, aliados da presidente Cristina Kirchner foram os principais beneficiados, às vésperas das eleições presidenciais, em outubro, e em meio a vários pleitos regionais. Das 26 partidas, apenas a final será realizada em Buenos Aires, administrada pela oposição e onde o candidato apoiado pela Casa Rosada tem poucas chances de vencer. Em compensação, a Província de San Juan, governada por um fiel aliado de Cristina, receberá três jogos e foi premiada com recursos federais para o único estádio construído especificamente para a competição, com capacidade para 25 mil pessoas.
Pode ser bom para o kirchnerismo, mas certamente dará dor de cabeça aos fanáticos que queiram seguir sua seleção por diversas cidades-sede, por causa da baixa conectividade da malha aérea argentina - excessivamente concentrada na capital.
Vale a pena prestar atenção no Ciudad de La Plata, provavelmente o estádio mais moderno da América do Sul na atualidade, com uma cobertura recém-inaugurada, que será palco da estreia do Brasil, no dia 3, contra a seleção venezuelana. Para a Argentina, o sucesso na organização do torneio ajudará a embalar sua pré-candidatura para a Copa do Mundo de 2030, que sonha em sediar com o vizinho Uruguai. Até lá, os "hermanos" esperam ver Messi levantando muitos troféus. A gente torce para que não.

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Espanha quer cortar 3,8% dos gastos públicos em 2012


A Espanha propôs nesta sexta-feira cortar os gastos do governo em quase 4% no próximo ano para reduzir o déficit que tem preocupado investidores, dada a possibilidade de o país se tornar o próximo a precisar de um resgate.

A ministra de Finanças, Elena Salgado, afirmou que os gastos do governo central propostos no plano de Orçamento de 2012 serão de 117,4 bilhões de euros (US$ 167 bilhões), 3,8% inferiores aos deste ano.

Ela salientou que esse montante não inclui os gastos dos governos regionais, muitos dos quais apresentam déficits acima das metas estabelecidas e se tornaram uma fonte de preocupação, já que a Espanha tenta colocar suas finanças públicas em ordem.
Elena Salgado disse que a Espanha continua empenhada em reduzir o seu déficit de 9,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado para 6% neste ano e 4,4% em 2012. Daí por diante, o país espera ficar no limite estabelecido pela União Europeia, 3% em 2013.
O Orçamento de 2012 tem que ser aprovado até o final do ano. O primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero dirige um governo de minoria e vai precisar da ajuda de pequenos partidos para ver os valores aprovado.

Zapatero afirma que pretende convocar eleições gerais em março de 2012, mas ele está sob pressão de alguns membros de seu partido, que sugerem que ele deixe o governo e convoque eleições antecipadas.

Os socialistas do partido de Zapatero foram arrasados nas eleições locais e regionais no mês passado, com os eleitores enfurecidos com a taxa de desemprego de 21,3%. O crescimento econômico projetado é de apenas 1,3% neste ano e de 2,3% em 2012, segundo projeções do governo, que para muitos economistas são otimistas.

A oposição conservadora do Partido Popular é favorita nas próximas eleições gerais, que poderá colocar fim a oito anos de governo socialista.

Também nesta sexta-feira, o governo removeu uma restrição temporária que tinha baixado o limite de velocidade nas estradas de 120 para 110 quilômetros por hora.

A redução foi imposta em março, quando os preços do petróleo dispararam por causa das revoltas na Líbia e no resto do mundo árabe.

Autoridades disseram hoje que o limite poderia ser restaurado, já que os preços do petróleo estão agora um pouco mais baixos e a expectativa é de queda. "Nestas circunstâncias, percebemos que a medida não fazia mais sentido", afirmou o vice-primeiro-ministro Alfredo Perez Rubalcaba, acrescentando que os meses de condução mais lenta possibilitaram à Espanha poupar 450 milhões de euros em sua balança de pagamentos.

Além disso, o setor de turismo da Espanha deve crescer até 8% durante os meses de verão, disse Rafael Galego, presidente da associação das agências de viagens do país. Gallego disse que a incerteza que afeta atualmente outros tradicionais destinos turísticos do Mediterrâneo, como Grécia, impactou positivamente a Espanha.

..:: Fonte: Associated Press | Valor On-line

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Horários menos flexíveis para brasileiros


Por: Letícia Arcoverde | Valor On-line

O aumento da competitividade entre as empresas brasileiras contribuiu para tornar os horários de seus funcionários menos flexíveis. A conclusão é de Javier Martinez, diretor de marketing da consultoria Grant Thornton para a América Latina, com base em uma pesquisa realizada em 7,7 mil companhias de médio porte em 39 países.

Segundo o levantamento, 63% das empresas brasileiras oferecem hoje algum tipo de flexibilidade para seus colaboradores. Em 2008, esse número era de 83%. Isso fez com que o Brasil caísse da 4ª para a 23ª posição no ranking dos países com organizações que mais usam essa prática.

O diretor afirma que essa não é uma tendência positiva e defende, inclusive, a possibilidade de deixar o funcionário trabalhar em casa, como acontece nos Estados Unidos, 10º colocado na classificação de 2011. "As companhias precisam perceber que a flexibilidade é importante para melhorar o rendimento do funcionário. Além disso, é preciso haver equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional do trabalhador", diz. Na opinião dele, a flexibilidade ajuda na retenção de talentos, aumenta a produtividade e os índices de engajamento dos colaboradores.
As empresas que adotam essa prática costumam perceber resultados positivos. Na área administrativa da Johnson & Johnson, por exemplo, onde trabalham 750 pessoas, há uma política, implementada em 2008, que define uma mobilidade de duas horas por dia. Assim, o funcionário pode entrar ou sair duas horas antes ou depois do expediente.
A diretora de recursos humanos Sônia Marques explica que isso já entrou na rotina da companhia e ajuda até na hora de o funcionário lidar com o trânsito. "O estresse diminui e a pessoa gerencia seu tempo de maneira mais eficiente", diz. Outro benefício que existe há quatro anos e faz bastante sucesso entre os funcionários é o "short fridays", que libera os colaboradores nas tardes de sexta-feira durante um verão prolongado - entre outubro e março. Há ainda a possibilidade de trabalhar de casa, que depende da negociação direta do funcionário com cada gestor.

A empresa de software Totvs também usa a mobilidade de duas horas, além de um sistema de banco de horas. O diretor de recursos humanos Alexandre Mafra, que administra seis mil empregados, afirma que a ferramenta existe há pelo menos 13 anos. "A relação com o colaborador se torna mais madura", avalia. A Totvs também tem intenção de adotar o "home office".

O sistema é mais comum em companhias pequenas como a Futuware Multimedia, do segmento de tecnologia, que possui apenas dez colaboradores, além de alguns "freelancers". "Trabalhamos com metas e projetos. Não importa onde a pessoa está sentada, o importante é cumprir o prazo", explica o sócio-diretor Renato Filipov.

Ele admite, contudo, que o crescimento recente da empresa pode mudar a relação com os funcionários. "A intenção é continuar oferecendo liberdade para trabalhar no local e horário que quiser. Com o aumento da demanda, porém, talvez seja preciso contratar gestores para acompanhar grupos pequenos e gerenciar projetos específicos", afirma.

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Vai Vém | Stela Campos


Por: Stela Campos| Valor On-line

..:: Alcoa

Vânia Akabane é a nova responsável pela diretoria de recursos humanos da Alcoa para América Latina e Caribe. A executiva acumula passagens por empresas como Credicard e Accenture.

..:: Wärtsilä

A Wärtsilä, empresa de soluções energéticas, anuncia Carlos Weffort como gerente geral de contratos, Gabriel Siqueira como coordenador de vendas da área de serviços e Márcio Pires para a gerência de planejamento financeiro.

..:: Hays

Cesar Rego vai liderar o novo escritório em Curitiba da consultoria Hays, especializada no recrutamento para média e alta gerência. Ele acumula passagens pelas áreas de bens de consumo e construção civil.

..:: Instituto Millenium

Priscila Pereira Pinto é a nova diretora-executiva do Instituto Millenium. Ela atuava no departamento de notícias da Bloomberg na América Latina.

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



1a Parada LGBT a bordo | Em breve!!



Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Particularidades da implantação de hotéis

Por: Vanildo Marques | Hotelnews: Hotelaria, Gastronomia & Tendências

Hotelaria é um ramo igual a qualquer outro, com suas peculiaridades individuais. A intenção de implantação de um hotel deve contemplar diversos estudos de viabilidade para se adotar o tipo de empreendimento adequado às demandas, de conformidade com o perfil em potencial dos clientes e recursos turísticos. A partir daí deve-se dimensionar os diversos serviços a serem oferecidos e a quantidade de leitos oferecidos.

Uma grande quantidade de leitos nem sempre se traduz em rentabilidade. Fatores como a mão de obra necessária para trabalhar no empreendimento contribuem sobremaneira para o custo final dos serviços. Em alguns casos pode-se não levar em conta a relação do número de funcionários versus o número de leitos a serem disponibilizados, quando o propósito contemplar um número maior de serviços. A gestão administrativa do empreendimento deve ser realizada por especialista com larga experiência em diversas áreas de hotel. A familiarização e vivência anterior propiciam facilidade e agilidade na resolução de problemas, pois fatalmente foram vividos no passado.

Para iniciantes torna-se perda de dinheiro. A visão de auto-suficiência de alguns empresários iniciantes torna o empreendimento fadado ao fracasso. Isso é muito comum na hotelaria. Esse fenômeno é motivado pela pseudo-visão que se tem em relação a serviços, por amaciamento de egos e outros fatores psicológicos. O profissional de linha de frente deve ser contratado, nem que a título de assessoria no mínimo, desde o início da etapa de acabamento da obra, passando pelo estudo de itens como mobiliário, equipamentos e utensílios necessários, levando em conta quantidade, modelo e outros fatores, de conformidade com a proposta do hotel.

Os prazos de aquisição também devem ser estudados e inseridos no cronograma, levando-se em conta a seriedade dos fornecedores. Nem sempre os itens mais caros são os mais adequados, mesmo quando se propõe a oferecer mais qualidade. A doação da participação de um profissional competente da área nesta fase será imprescindível não apenas para a economia que se fará no presente, mas também no futuro, em função de escolhas e quantitativos.

A grosso modo poderíamos fazer uma analogia entre se ter que descobrir a fórmula de um remédio, a posologia adequada etc, com a sabedoria de uma prescrição e a simples compra numa farmácia. Seria como pular etapas desnecessárias. Quando se tem a vivência, as soluções vêm mais rápidas e eficazes, pois os problemas anteriores ensinaram.

..:: Vanildo Marques é consultor e atua na hotelaria há 32 anos. Contatos contato@profissionaishoteleiros.com.

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.



Interessados em participar do Núcleo de Conhecimento terão até 11 de julho para se inscrever

Se você tem interesse em conhecer e debater casos práticos, novas ferramentas e mecanismos para incentivar a inovação dos roteiros e destinos brasileiros, participe das palestras do Núcleo de Conhecimento, durante a 6ª edição do Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, que acontece de 13 a 17 de julho de 2011, no Anhembi, em São Paulo (SP). Neste ano, as palestras terão como tema “Experiências e Inovações no Turismo”. Os interessados em participar terão até 11 de julho para se inscrever. As inscrições são gratuitas.

No espaço, serão realizadas 50 apresentações, entre palestras, oficinas, minicursos e mesas de debates, além de exposições e lançamentos de livros. O evento contará com a participação de palestrantes nacionais e internacionais, que apresentarão aos visitantes casos de sucesso, políticas públicas, iniciativas inovadoras e as tendências do setor no Brasil e no mundo.
A idéia é, por meio do conhecimento, aumentar a competitividade do mercado turístico nacional e contribuir para o aperfeiçoamento dos produtos, serviços e equipamentos turísticos brasileiros.
Quem se inscrever antecipadamente tem preferência de entrada nos auditórios em relação aos inscritos no local do evento. No entanto, é importante ressaltar que o cadastro prévio não garante vaga nas atividades do Núcleo de Conhecimento. A entrada é por ordem de chegada, conforme a capacidade máxima da sala.

Clique aqui e faça a sua pré-inscrição no Núcleo de Conhecimento. Para conferir a programação das palestras e demais atividades, acesse www.salao.turismo.gov.br. Em caso de dúvidas e informações, entre em contato pelo email nucleo.conhecimento@turismo.gov.br.

..:: Resultados 2010 – Durante a 5° Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, o Núcleo do Conhecimento reuniu mais de 5 mil pessoas, entre estudantes, docentes, empresários, gestores e público em geral. Para debater as tendências e os casos de sucesso do setor, foram convidados 163 especialistas, sendo dez internacionais. Durante os quatro dias de atividades, foram realizadas 45 apresentações, divididas em 38 mesas de debates, quatro palestras e três minicursos. No espaço, foram lançadas, ainda, 16 obras com temas relacionados ao turismo.

..:: Fonte: ASCOM | Brasília (DF), 17/06/2011

Participem de nossos diversos canais: Twitter , Linked In, Orkut, FaceBook, Via 6, Hôtelier Club, SlideShare, You Tube, Multiply e OverStream.