Translate this blog

Pesquisar este blog

7.07.2009

Os profissionais de RH mais admirados

Fonte: Revista Gestão & RH

Os dez mais bem colocados na pesquisa abordam as mudanças no perfil dos líderes de RH e mostram como engajam os colaboradores em tempos de crise. Vencedores de premiação deste ano mostram a importância de associar crenças e valores à estratégia do negócio.

A Gestão & RH, por meio de sua publicação especializada no setor de recursos humanos, escolheu neste mês de junho os melhores profissionais da área no ano. Lilian Guimarães, do Santander, e Wagner Brunini, da Basf, foram escolhidos os vencedores.

“O papel de RH deve ser de ‘facilitador’ do processo de gestão. Acredito que o desenvolvimento das equipes é responsabilidade dos líderes. Nós, em RH, temos de conhecer os negócios e ajustar nossas entregas ao plano estratégico. Além disso, colaborar para que os indivíduos se sintam melhores como pessoas e, consequentemente, como colaboradores”, conta Liliam Guimarães, diretora-executiva de recursos humanos para o Grupo Santander Brasil. O seu principal desafio é a integração dos bancos Santander e Real.

“A participação e o envolvimento de todos os diretores demonstram que procuramos construir um grupo que considera o melhor de todas as suas empresas, inclusive os dois bancos. Não foi simplesmente uma aquisição, em que apenas uma cultura predomina”, afirma Lilian. Ela lembra, também que “Nosso Compromisso” foi desenvolvido pelos 26 integrantes da diretoria executiva do Grupo, ao longo de vários meses.

“O profissional de RH está cada vez mais ao lado de cada gestor, participando ativamente da definição e implementação das estratégias de gestão de pessoas. Sendo assim, cada vez mais, a área de RH está se tornando estratégica no dia-a-dia da empresa”, ressalta Wagner Brunini que ocupa o cargo de diretor de Recursos Humanos da América do Sul do Grupo Basf, onde está há 26 anos.

“O que mais valorizo da minha atividade como gestor é o aprimoramento da capacidade de motivar pessoas e contribuir com o desenvolvimento de seu potencial. Acho, também, que uma conduta louvável que internalizei é a crença inabalável nos resultados positivos, sem receio de possíveis fracassos.”, declara Brunini. “Um bom ambiente é a base para o desempenho favorável das atividades de trabalho e para o alcance dos resultados”, finaliza.

Confira relação completa e viva o benchmarking!
Postar um comentário