Translate this blog

Pesquisar este blog

6.15.2009

Milésima postagem

Olá Moçada!!

Como estão? Espero que muito, muito bem!!

Gostaria de registra a milésima postagem de nosso blog. Devo confessar que ele nasceu um tanto desorientado e desacreditado, inclusive por mim. Aliás, como tudo o que aconteceu há dois anos. Inúmeras influências externas e questões profissionais não ou mal resolvidas. Aos poucos criou-se um cenário propício ao florescer do espírito empreendedor: a necessidade.

Naquela ocasião, em meados de 2007, notei que deveria criar algo que me ajudasse a resolver uma destas "influências externas": a mudança de Estado. Eu havia transferido residência de Florianópolis (SC) para Santos (SP), minha cidade natal. Foi um processo já resultante destas influências externas.

À esta altura já havia notado que meu coração ficaria na Ilha. O tempo se arrastou e realmente ela ficou. A necessidade foi incendiada por outro tempero do empreendedor: a paixão. E neste caso em dose dupla, pois se tratava da paixão por uma pessoa e pelo que fazemos.

Bem, mas paixão e necessidade não geram negócios, identificam gaps no mercado ou escrevem artigos e atraem leitores, parceiros, anunciantes. Enfim, era necessária a oportunidade. Enquanto profissional de RH em busca de emprego, acabei estudando bastante o mercado de trabalho paulista. Cargos, salários possíveis, bairros quentes, custo de vida, conceitos e preconceitos dos empregadores. Pensei, hora, quem mais tem este conhecimento com o meu olhar?

É pretensão dizer que ninguém. Mas não consegui perceber alguém ou alguma empresa que proponha gestão de pessoas com foco em serviços de hospitalidade. Sim, logo erguerá a mão alguém aí da platéia. Contudo, chamo atenção ao histórico e à formação que carregamos no peito. Chamo atenção aos demais trabalhos que desenvolvemos em prol de nossa classe, os bacharéis em turismo. Enfim, não basta um serviço, mas um ideal.

..:: Ops! Mais um temperinho empreendedor: um propósito ::..

A internet mostrou-se fantástica e aproximou-me de pessoas igualmente fantásticas. Demorou um pouquinho, mas a proposta encontrou eco no mercado. Passamos a receber visitantes, recebemos alguns comentários e nossa marca começou a ganhar relevância nos buscadores web.

Após cerca de oito meses de vida, passamos a veicular serviços por meio do blog. Era o início dos serviços de assessoria que prestamos hoje em dia. Era uma página em PDF linkada em um banner feito por mim mesmo. Hoje o link é o mesmo, mas leva a nossa página de serviços.

..:: O website ::..

Este é um capítulo à parte. O website de comercialização foi um grande marco. Há duas razões principais: começamos a tomar forma de consultoria; e esta conquista aconteceu um ano antes do previsto. A questão-chave é que ele gera custos fixos e demanda atenção mais permanente além de mais estudo e tempo de trabalho para seu desenvolvimento. Criado, então, ao final de 2008 nosso website de comercialização.

Aos poucos a página vem sendo melhorada, atualizada e incrementada. Sua última aquisição foi a E-Zine Treinamento EcoEmpresarial. Temos uma proposta totalmente multimídia, baseada no conceito de envolvimento. O próximo a receber uma atenção especial são nossos podcast's. Ok, tecnicamente nossas gravações não deveriam ser chamadas assim. Mas, por hora vamos fazer de conta...

..:: Voltando ao blog ::..

Este post tem o objetivo de compartilhar nossa satisfação em desenvolver diariamente este trabalho. Ele é a um dos fundamentos de nosso serviço de assessoria. E é o mais sólido, penso. Ele quem vem proporcionando toda a empatia entre o público e nosso universo, como gosto de me referir ao conteúdo que produzimos ou multiplicamos.

Aproveito para apresentar nosso novo enfoque, nossa nova proposta orientadora: já temos um volume interessante de acessos, a tendência é que estes aumentem naturalmente (dado nosso histórico), então vamos mirar na geração de comentários e em um maior envolvimento de nossos leitores entre eles e junto a nós.

..:: Novos caminhos ::..

Retornei hoje de Florianópolis (SC). Chegou a hora a pelo menos tentar colocar em prática todo plano mirabolante que comecei a criar em 2007. Como afirmei, este movimento era baseado em meu desejo afetivo e na vontade de morar em um lugar mais paz do que Santos ou São Paulo. Na verdade fui prestar um concurso público, que serviria (ou servirá, por que não?) como lastro para esta eventual mudança. É um processo que não depende de só mim...

Meu coração aberto está, o blog e a consultoria estão funcionando, venho testando o trabalho remoto e isso tem funcionado bem, tenho bons contatos em Santa Catarina... este plano mirabolante parece ser, na verdade, a possibilidade concretização e reconstrução de um ideal maior que o profissional. Um ideal de vida a dois (três, quatro, cinco, vai saber...).

O primeiro passo foi dado. Infelizmente após um bom tempo... mas foi um passo. Espero que ele anteceda a mais bela das jornadas.

Um forte abraço!
Sucesso e Glórias a Deus, Sempre!
Aristides Faria
Postar um comentário