Translate this blog

Pesquisar este blog

3.30.2008

EIGTUR 2008, Ouro Preto (MG)

Gostaria de compartilhar algumas fotos do Encontro Internacional sobre Gestão do Turismo, realizado na última semana em Ouro Preto, Minas Gerais.

Prof. Jerome Agrusa, da University of Hawaii (EUA). Palestrando sobre os "Impactos dos eventos esportivos na economia local". Dia 27/03.



Prof. Dr. Christian Dennys, da Universidade Federal do Ceará, apresentando o estudo "Gestão Educativa do Turismo: fundamentos de cidadania emancipadora", escrito em parceria com José Maclecio de Souza.

Ouro Preto (MG)


Praça Tirandentes

Parque Metalúrgico, Centro de Convenções de Ouro Preto

3.28.2008

QVT: capacitação para multiplicadores

Workshop de Gestão da Qualidade de Vida

Objetivos: Desenvolver um planejamento de vida simples e prático para equilibrar as diferentes áreas de sua vida a partir de valores humanos, princípios ecológicos, do uso consciente do tempo e do dinheiro, em um exercício de engajamento no pensar global e agir local.

O trabalho é baseado na prática da Ecologia Integral e em treinamentos ancestrais para manter a mente alerta e fazer escolhas conscientes. Um trabalho alinhado com a Agenda 21 e os 8 Jeitos de Mudar o Mundo propostos pela ONU.

Público Alvo: pessoas interessada em administrar melhor a própria rotina e desenvolver a carreira com mais qualidade de vida e satisfação; profissionais e lideranças em responsabilidade social, qualidade de vida, meio ambiente, comunicação e marketing; coordenadores de Agenda 21, profissionais liberais, atletas, educadores ambientais, professores, jovens.

Conteúdo do curso e inscrições aqui!

T&D: curso de oratória em Floripa!

Curso de Oratória “Falando em Público com Naturalidade e Entusiasmo” do Prof. Acácio Garcia:

4 turmas no mês de abril/2008: Final de Semana: 5 e 6 de Abril, (sábado e domingo das 8 às 18hs); Turno matutino: 7 a 10 de Abril, (segunda-feira a quinta-feira, das 8 às 12hs); Turno vespertino: 7 a 10 de Abril, (segunda-feira a quinta-feira, 14 às 18hs); Turno noturno: 7 a 10 de Abril, (segunda-feira a quinta-feira, das 19 às 23hs).

Carga horária: 20 horas/aula

As aulas serão realizadas no auditório do IMCEV, no centro de Florianópolis: Rua Saldanha Marinho, 116.

Objetivos: Transmitir as técnicas da comunicação e da apresentação em público para eliminar a TIMIDEZ, o medo de falar em público e a insegurança pessoal; Despertar a motivação para a liderança e ao empreendedorismo nesses tempos de mudanças, onde a comunicação é o carro-chefe para dirimir os conflitos e unir o espírito de equipe, para formar equipes de sucesso; Ampliar a competência e o poder de persuasão nas negociações organizacionais, através dos instrumentos e das técnicas da comunicação.

Programa: Voz, dicção e respiração; Gestos, postura e expressão corporal adequados; Como vencer o medo, a ansiedade, o vermelhidão, a gagueira, o "branco", a "tremedeira" e a sudorese; Naturalidade, Motivação, Entusiasmo e Convencimento na Fala; Técnicas para eliminar os cacoetes: "né...tá...daí...certo...tipo assim..."; Técnicas para preparar: Apresentações de trabalhos, palestra, discursos e saudações; Como responder e amortecer as perguntas hostis; Como falar na TV, no rádio e em teleconferência.

Para detalhes, clique aqui!

Conflito na gestão dos parques nacionais: Rio

Ministério do Meio Ambiente e Ibama inauguram novo sistema de acesso ao Corcovado

Por Nielmar de Oliveira, da Agência Brasil

O Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) inauguraram nesta quinta-feira (27), o novo sistema de acesso, cobrança de tarifas e controle da visitação ao alto do Corcovado, no Parque Nacional da Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

Pelo novo sistema, os visitantes pagarão R$ 13 pelo bilhete, incluído o transporte de ida e volta, feito por vans a serviço do Parque Nacional da Tijuca, que levarão os visitantes até o platô inferior do Monumento do Cristo Redentor.

Um total de 12 vans fará a ligação com o alto do Corcovado e os ingressos serão adquiridos em uma guarita construída no estacionamento das pedras, na Estrada das Paineiras. O preço para a opção de acesso pelo Trenzinho do Corcovado não será alterado e continuará sendo de R$ 36.

Texto completo aqui!

3.25.2008

EIGTUR 2008: networking Minas Gerais

Pessoal, gostaria de comunicar que hoje inicia-se o Encontro Internacional sobre Gestão do Turismo (EIGTUR). O evento acontece em Ouro Preto, Minas Gerais.

Entre os dias 25 e 29 de março acontecerão diversas palestras e mesas redondas acerca do tema. Confira a programação do evento aqui!

Estou indo para lá! Escrevo esta postagem a partir do Aeroporto de Congonhas... vou tentar mandar notícias diretamente do evento. Mas prometo voltar com as novidades do mercado!

Um forte abraço!!
Aristides Faria

* Ah, mando as fotos ao grupo também!!

3.21.2008

Tendências: mercado da hospitalidade

"O debate entre o poder público e representantes de classes empresariais ligadas ao turismo, que aconteceu hoje no segundo e último dia da sexta edição do Fórum Panrotas: tendências do turismo, teve como ponto central a Lei Nacional do Turismo.

Participaram do debate o deputado Otávio Leite, a deputada Lídice da Mata, a senadora Lúcia Vânia Abrão, Domingos Leonilli, secretário de Turismo da Bahia, Guilherme Paulus, presidente da CVC, Orlando Souza, diretor de operações da Accor Hospitality e presidente do SPCVB e Norton Lenhart, presidente da Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (FNHRBS)".

Texto completo aqui!

RH: certificação ou regulamentação?

Pesquisa: 59,23% dos empregos no turismo não têm registro!

Em 2005 as várias atividades ligadas ao turismo (alimentação, transporte, agências de viagens) empregaram 8,11 milhões de pessoas em todo o País. O valor representa 15,10% do total de vagas ocupadas por todo o setor de serviços no mesmo ano (53.730.274). No entanto, de acordo com o estudo divulgado nessa quarta-feira (19) pelo Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 59,23% dos trabalhadores não tem vínculo empregatício formal.

De acordo com a turismóloga e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Maria José Giaretta, o trabalho sem registro em carteira ou autônomo é uma característica do Turismo. “É uma atividade muito sazonal, decorrente das férias escolares. Em períodos de alta, contrata-se muitos funcionários temporários e usa-se muito serviço terceirizado”, explica. Além disso, ela conta que os números podem variar de acordo com o local de trabalho. “Cada região tem suas próprias maneiras de lidar com o turismo.”

A atividade com maior participação em empregos em 2005 foi a de serviços de alimentação, com 37,79%. Em segundo lugar ficou os transportes rodoviários, com 36,16% de representatividade. Enquanto isso, o transporte aéreo teve parcela de 0,46%.

“As pessoas se deslocam e precisam se alimentar. Também houve uma mudança no hábito da população. Antes os turistas se hospedavam em casa de amigos ou parentes e,em alguns casos, até levavam a comida. Hoje preferem pousadas e hotéis e o resultado é o aumento dos gastos com alimentação”, conta Maria José.

Quanto a pequena representatividade do transporte aéreo, a turismóloga explica que apesar da massificação do serviço a partir da década de 1990, ele ainda não atende a maioria da população. “Muita gente nunca andou de avião e o fato dos veículos próprios serem utilizados também tem que ser considerado“. Além disso, o transporte pelas rodovias ainda é muito utilizado em distâncias curtas.

CRESCIMENTO: Em 2005, as atividades relacionadas ao Turismo tiveram crescimento de 16,26% na comparação com o ano anterior. Em números o valor adicionado (valor que a atividade agrega aos bens e serviços) foi de R$ 131,6 bilhões.

O Turismo pagou em todo o ano R$ 44,4 bilhões em salários, o que representa 9,26% do total de pagamentos para todo o segmento de Serviços e 6,51% do desembolsado na economia brasileira. “O turismo deve continuar crescendo porque tem uma fatia muito grande das classes C, D e E que não viaja. Há muito a ser feito”, afirma Maria José.

Fonte

R&S: oportunidades do mercado da Hospitalidade

Turismo responde por mais de 8 milhões de empregos.

O turismo empregou 8.112.888 pessoas no Brasil em 2005, último ano disponível em pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesta quarta-feira (19). Em comparação ao ano anterior, o setor teve alta de 3,89%, número superior ao que o país cresceu, em toda a economia em 2005, no número de vagas de trabalho (3,01%).

Pela primeira vez desde 2000 (ano em que o IBGE começou a pesquisa), o Brasil conseguiu empregar mais de 8 milhões de pessoas no turismo. A participação do setor no total dos postos de trabalho da economia foi de 8,92%, maior número desde 2003.

Em 2000, o setor turístico empregou 7.203.400 pessoas. No ano seguinte, mais 319.074 postos de trabalho foram criados, totalizando 7.522.747 ocupações e um crescimento de 0,72% em relação ao ano anterior. Novo aumento no número de postos de trabalho foi verificado em 2002, quando o turismo deu emprego a 7.812.164 pessoas, 3,87% a mais que em 2001. No ano seguinte, o setor gerou 7.922.140 postos de trabalho, representando uma variação positiva de 3,97% em relação a 2002.

Em 2003, o turismo empregou menos que no ano anterior, com 7.809.103 postos de trabalho e redução de 1,43%. O resultado sofreu influência dos empregos nos setor de alimentação, que registrou forte queda no seu total de vagas.

Fonte: IBGE

Contribuição de Rodrigo Nora

Páscoa: renascimento e evolução!

Antes de tudo, Feliz Páscoa! Ótimo feriado! Se for descansar, bom proveito! Se for trabalhar, sucesso! Assistam ao vídeo, vale como reflexão! Traz uma mensagem do tipo: "Será que eu consigo surpreender às pessoas que amo"?

Novamente vem ganhando espaço o discurso sobre a separação de meninos e meninas nas salas de aula brasileiras. Já imaginou?!Assisti a um depoimento de um professor afirmando que a integração reflete-se nos ambientes corporativos. Isto por que o profissional gozará de maior capacidade de adaptação, terá facilidade em atuar em equipe (liderar e aceitar liderança), tenderá a compartilhar mais...

De carona, outros propuseram a separação por índices de aproveitamento, pelas notas. Tipo "melhoramento acadêmico". Ao melhor estilo "os arianos são a raça pura". Aonde vamos parar!? Os entrevistados afirmaram que estas propostas até seriam mais viáveis em cursos superiores, mas a criançada não tem se mostrado capaz de interpretar tais intervenções. Este dog, certamente, estudou com coleguinhas bem diversificados! Aprendeu direitinho a conviver com todas diferenças!




Bom, escolhi este vídeo para mostrar que TODOS são capazes de feitos inéditos. Conquistas maravilhosas.

3.20.2008

Trabalho em Equipe: mensagem para reflexão

O poder do pré-conceito

Um homem tinha quatro filhos. Ele queria que seus filhos aprendessem a não julgar as coisas de modo apressado, por isso, ele mandou cada um em uma viagem, para observar uma Parreira que estava plantada em um distante local.

O primeiro filho foi lá no Inverno, o segundo na Primavera, o terceiro no Verão, e o quarto e mais jovem, no Outono.

Quando todos eles partiram, e retornaram, ele os reuniu, e pediu que cada umdescrevesse o que tinham visto.

O primeiro filho disse que a árvore era feia, torta e retorcida. O segundo filho disse que não, que ela era recoberta de botões verdes, e cheia de promessas. O terceiro filho discordou; disse que ela estava coberta de flores, que tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais graciosa que ele jamais tinha visto. O último filho discordou de todos eles; ele disse que a árvore estava carregada e arqueada, cheia de frutas, vida e promessas...

O homem então explicou a seus filhos que todos eles estavam certos, porque eles haviam visto apenas uma estação da vida da árvore...

Ele falou que não se pode julgar uma árvore, ou uma pessoa, por apenas uma estação, e que a essência de quem eles são, e o prazer, a alegria e o amor que vêm daquela vida podem apenas ser medidos ao final, quando todas as estações estão completas.

Se você desistir quando for Inverno, você perderá a promessa da Primavera, a beleza de seu Verão, a expectativa do Outono.

Moral da História: Não permita que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras. Não julgue a vida apenas por uma estação difícil. Persevere através dos caminhos difíceis, e melhores tempos certamente virão de uma hora para a outra!

Imagem: http://ocean1025.files.wordpress.com/2007/05/girl-tree.jpg

3.19.2008

Gestão da diversidade no ambiente corporativo

Célia Marcondes Ferraz ocupou, durante 30 anos, cargos de confiança em grandes corporações. Abandonou alguns dos empregos por não agüentar a convivência com pessoas que não suportava. Hoje, ela diz que o tempo foi um fator essencial para que ganhasse maturidade e aceitasse conviver pacificamente com pessoas de personalidades diferentes, sem que tivesse que declarar guerra aos inimigos, ou que fosse necessário pedir demissão.

Célia, atualmente, é coordenadora dos cursos de pós-graduação e MBA na área de relações humanas no trabalho da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em São Paulo. Nas aulas que prepara, um dos temas fundamentais, segundo ela, é a melhor maneira de lidar com o outro num ambiente que se mostra muitas vezes hostil.

"Conflitos no trabalho são inevitáveis. Mas como fazer para aturar um colaborador intrometido, um colega invejoso ou um chefe agressivo sem afetar sua saúde e produtividade? Trata-se do assunto do momento", diz a professora. Tanto é que o mercado editorial acaba de lançar "Trabalhar com você está me matando" (Ed. Sextante), de Katherine Crowley e Kathi Elster, um verdadeiro "manual de sobrevivência", que pretende ensinar o leitor a identificar e lidar com fatos que garantem a manutenção (ou não) do emprego.

Resultado de 20 anos de pesquisas da psicoterapeuta Katherine Crowley e da estrategista corporativa Kathi Elster, o livro apresenta histórias reais e indicam como manter a cabeça no lugar, mesmo quando a situação parece incontornável. "Descobrimos que resolver problemas é fácil, aumentar as vendas, fazer um plano de negócios, criar a embalagem de um novo produto, tudo isso é relativamente simples de realizar. O desafio mais árduo e complicado é identificar as armadilhas emocionais em que as pessoas caem, e ensinar-lhes como se livrar delas", dizem as autoras.

Personalidades distintas e a delicada relação no trabalho

Com bom humor, elas propõem um exercício de "libertação" para controlar os nervos e reverter a questão, desprezando fofocas maliciosas e estabelecendo limites claros de invasão de espaço ou ainda diminuindo as expectativas quanto a um colega que não ajuda como deveria.

Renata Mello, consultora da área de etiqueta corporativa, conta que, em algumas situações, é preciso partir do pressuposto de que, no trabalho, ninguém é obrigado a gostar de ninguém. "A partir disso, é preciso ter maturidade para engolir sapos, eventualmente, lembrando que levará a pior quem duelar com o chefe."

Ela conta que nunca teve problemas graves com colegas, pois sempre usou da psicologia no ambiente de trabalho. "Assim, sempre descobri o ponto fraco de cada um. A partir disso, passava a elogiar um possível inimigo para que a relação não se deteriorasse", diverte-se.

Célia Marcondes Ferraz observa que uma boa saída pode ser identificar as diferentes tipos figuras que encontramos no trabalho: o "herói", o "injustiçado", o "humorista", o "bode expiatório", o "detalhista", o "fofoqueiro" e o "afetado", entre outros, para assim, trabalhar com as diferentes personalidades de forma a entender as limitações dos colegas. "Conflitos no trabalho sempre existirão. A dica é aprender a lidar com eles corretamente. Valorizar a comunicação é um fator determinante para a qualidade das relações interpessoais", conclui a professora.

Por: Alexandre Staut (Gazeta Mercantil)

Regulamentação profissional

Será que o quadro a seguir é impulsionado pela desregulamentação profissional do Turismólogo? Opine, vamos lá!!

"Quase 60% dos postos de trabalho criados pelas atividades ligadas ao turismo no ano de 2005 não tinham vínculo formal, o que corresponde a 4,8 milhões de vagas. Desse total, 1,6 milhão correspondia a trabalhadores sem carteira assinada e 3,2 milhões a autônomos.

A informação faz parte da pesquisa Economia do Turismo: uma Perspectiva Macroeconômica 2000-2005, divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Do total de ocupações com vínculo formal, o setor de transporte rodoviário apresentou a maior participação, 34,4% do total, correspondendo a 1,1 milhão de postos de trabalho".

Leia a matéria completa aqui!

3.16.2008

Oportunidade de investimentos!

Turismo ganha R$ 1 bilhão para investimentos.

A partir de hoje (13), estados e municípios poderão requisitar recursos para investimento na área de turismo diretamente ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, e o representante do BID no Brasil, Jose Luis Lupo, firmam memorando de entendimento para liberação de linha de crédito de US$ 1 bilhão. A iniciativa faz parte do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional).

A solenidade foi às 10h no auditório térreo do ministério. Foram convidados governadores, secretários estaduais de Turismo e parlamentares.

Colaboração de nosso parceiro Rodrigo Nora

3.14.2008

R&S: selecionadores concisos!

Vejam só... complementando a matéria anterior! Esta divulgação já é bem mais clara e concisa! Assim, sim! Agora estamos falando de RH moderno, avançado, estratégico!

Perceba a diferença!
____
HR Oil, a Divisão de RH da Empresa G-Comex, recruta para seu Cliente, Empresa do ramo de Petróleo o seguinte perfil:

COORDENADOR DE RH BRASIL – PARA MACAÉ

Formação Superior Completa; Pós Graduação ou MBA desejável; Inglês Fluente (será testado na Entrevista).

Profundos conhecimentos em Administração de Pessoal; Saber Analisar Folha de Pagamento; Ter experiência rotinas de DP; Conhecer legislação trabalhista e legislação de expatriados.

Procuramos um profissional de muita fibra, direto, positivo, e que coloque a mão na massa literalmente falando. Deve residir próximo a Macaé. A equipe será composta por: Analista de RH e Estagiária. Coordenará a distância Planta de Moçoró (RN) e São Mateus (ES) e coordenará a base de Macaé que tem 180 funcionários. O reporte será a Gerência de RH LATAM.

O que a Empresa oferece: Salário (negociável); Plano de Saúde SulAmerica; Plano Odontológico; Seguro de Vida; PLR; Previdência Privada.

R&S: selecionadores confusos

Venho me questionando sobre as disparidades existentes no mercado de trabalho. Um dos prontos críticos, em minha visão, é a formação desconexa! Ou seja: o mercado precisa de um profissional, os cursos formam um outro profissional e os profissionais/consumidores gostariam de outro produto educacacional (mais efetivo, talvez).

É claro que existem outros pontos gritantes... como o aluno desinteressado, o selecinador sem parâmetros e sem planejamento em seus processos, a empresa que paga mal. Enfim, há um número grande de fatores que interferem no mercado de trabalho... e estes fatores mudam de região a região, mercado a mercado.

Resumindo, é um tema complexo por natureza, que ainda está sofrendo interferência do Estado agora! Mas isso é assunto pra outro cafézinho!

Compartilho aqui um exemplo recebido via e-mail. Trata-se de uma vaga que poderia ser facilmente ocupada por Deus! Só se for! Eu não consigo enchergar um profissional que ajuste a este perfil! rsrsrsrsrs Quem sabe com uma força do Capitão Nascimento algum de nós nos entraríamos nesta "caixinha"! rsrsrsrs Veja minhas contribuições em negrito.
___
Posição: Supervisor de Recursos Humanos

Descrição do perfil:

* Experiência de no mínimo 8 anos na função (com 8 anos o cara pode ser gerente!);
* Conhecimento da legislação trabalhista (conhecimento ou habilidade? conhecimento teórico serve?);
* Experiência com todos sistemas de RH, como: (todos????)
- Departamento pessoal (sistema Rubi)
- Benefícios;
- Recrutamento & Seleção;
- Treinamento & Desenvolvimento;
- Cargos & Salários (sistema Hay)
- Administração de frotas;
- Administração do ambulatório médico;
- Administração do restaurante.
* Experiência em negociação com sindicatos e acordo coletivos; (a)
* Experiência com normas da qualidade (ISO 9001); (b)
* Experiência com órgãos públicos (INSS/SRF); (c)
* Formação superior completa, desejável inglês (venha cá, uma pessoa que atua como auxiliar ou assistente de RH por oito anos - se entrou no mercado com 20 anos - deverá estar com 28... ganhando R$800, 1.000... como ela pagou uma faculdade e o curso de inglês? Tá a família. OK! Mas Estudando e trabalhando (8 anos em RH) ao mesmo tempo... onde estariam as horas disponíveis para ter experiência em ISO, órgãos públicos e negociação sindical - um jovem de 21, 22 seria seu preposto? Tem mais, um jovem com curso superior e conhecimentos de língua inglesa trabalharia por 8 anos como auxiliar/assistente?).

a, b, c: mesmo que em um setor de RH, normalmente são áreas opostas, equipes totalmente separadas (ok, isso nem é tão positivo - mas é o que acontece!)

Obs. Disponibilidade imediata para residir em Guaratinguetá ou
cidades vizinhas. (Vamos dizer que algum jovem, hiper focado reuniu as competências requeridas até aqui... certamente ele mora em alguma capital! Ele vai sair de lá? Você sairia?!)

Faixa salarial: em aberto + benefícios de praxe. Um recrutador, minimamente informado, repassaria maiores informações sobre a vaga. Pensaria melhor nos requisitos estabelecidos (quem sabe os dividiria em "básicos" e "complementares"). E especificaria a faixa salarial e os benefícios!
____
Será que é por isso que eles reclamam que recebem muuuuuuuuitos currículos por dia?!?!?!?!

3.13.2008

Hospitalidade: meio para educação ambiental

Gostaria de compartilhar mais uma alegria com o pessoal que participa de nossa networt. Estamos empreendendo mais uma grande conquista! Trata-se de uma coluna unificada entre o website www.clickpraias.com.br e o blog http://blogandoturismo.blogspot.com.

A coluna "Hospitalidade: um meio para educação ambiental" existe desde 2004 no Clickpraias. Após reformulações estamos retomando as edições! Agora, com a novidade dos blogs, iremos publicar simultaneamente nestes dois meios. Participem, enviem sugestões, colecionem os textos! Segue trecho do primeiro artigo!

Nascer, viver e reviver

"Nascer, viver e morrer. Este é o fluxo natural da vida. A natureza é assim. A fauna e a flora existem, necessariamente, neste ciclo.
De uma maneira ímpar, nossa coluna, ao invés de morrer, renasce. Renascer significa desenvolver-se, prosperar. Alguns diriam que o website está “CRESCENDO”, mas prefiro dizer que estamos nos desenvolvendo. Porque “desenvolver” conota a existência de planejamento, crescimento ordenado, metas e objetivos, A expansão pode ser lenta, mas temos a certeza absoluta de que não estamos parados. E é isso o que realmente importa.

A relação equipe/público é interessante, pois é próxima e distante ao mesmo tempo. Há um desejo de sucesso coletivo e pessoal de cada colaborador e este sentimento é transmitido via artigos, notícias, fotos. Uns cheios de entusiasmo, outros cheios de indignação. Uns descontraídos, outros politizados. Enfim, artigos. Estes textos (que o público pode gostar ou não) são presentes. Recebam estes presentes, apreciem-nos e levem com vocês o que pensarem que seja o melhor".

Atitudes dos campeões das salas de aula!

Muito além do caderninho

Esqueça o modelo de aula tradicional. Para aproveitar o MBA, você precisa interagir e trocar experiências. Por Fernanda Bottoni

O professor fala. O aluno ouve e toma nota. Se a sua idéia de escola se resume a essa explanação unilateral de conhecimento, é melhor você despedir-se dela antes de iniciar um MBA. Quem quer cursar uma especialização deve, para começo de conversa, compreender que tanto a sua experiência profissional quanto a dos colegas fazem parte do programa, incondicionalmente. A troca de conhecimento é fundamental. A dedicação também. Uma sala de MBA não é mesmo lugar para escrever desesperadamente os exemplos citados pelo professor. Para ajudar você tirar o máximo de proveito do curso, VOCÊ S/A ouviu cinco especialistas e listou 10 dicas para aumentar sua produtividade na sala de aula. Bom proveito!

1 - Largue a caneta. Embora o material de apoio dos cursos de pós-graduação seja farto, muita gente não larga aquele velho hábito de anotar tudo o que ouve. “No MBA, o aluno deve tomar nota apenas do que considera realmente necessário”, recomenda Victor Almeida, coordenador do programa de MBA Executivo do Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Enquanto anota, ele não presta atenção no que é dito e, com isso, não faz também o resto: comentar suas experiências e participar das discussões. Se essa for a única forma de você se concentrar, no entanto, vale contrariar a recomendação.

2 - Participe dos debates. “A participação do aluno é peça central”, declara Eric Cohen, coordenador dos programas executivos do Ibmec/RJ. “O melhor método de aprendizado é a participação nos debates com colegas que tenham experiências em outras empresas.” Exponha seus casos e, com o mesmo interesse, ouça os dos outros.

3 - Não coma demais, nem de menos. Antes das aulas é preciso fazer refeições equilibradas, para não se incomodar com o sono e com a fome. Uma dica é ter à mão barra de cereal, chocolate e café, companheiros na tarefa de manter-se atento.

4 - Esqueça celular, notebook e cia. “Para se concentrar é preciso se desconectar completamente do mundo lá fora”, afirma Victor, do Coppead. Sua dica é utilizar o laptop apenas quando realmente for necessário. “Um computador é capaz de captar toda a sua atenção”, diz. Então, nada de checar se chegou e-mail no Blackberry, hem!

5 - Circule. Francisco Borges, diretor acadêmico do IBTA, afirma que 60% de um curso de especialização é relacionamento. Para ter um bom networking, ele recomenda que os alunos participem de grupos de trabalhos variados e não se prendam aos primeiros contatos que fizerem. “Quem entra e sai com os mesmos amigos perde grande parte do valor do curso”, diz.

6 - Abra a cabeça. “Chegue à aula com disposição de aprender e de ter os seus valores contrariados”, diz Cláudio Felisoni de Angelo, diretor-presidente da FIA. Lembre-se que é fundamental ter humildade para aprender com as experiências dos outros.

7 - Aproxime a teoria da prática. “É muito interessante, durante as aulas, fazer comparações com situações reais da sua empresa”, afirma Ana Ligia Finamor, coordenadora dos MBAs de Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas do FGV Management, do Rio de Janeiro. Embora algumas dessas comparações possam ser feitas mentalmente, é importante compartilhá-las quando forem relevantes.

8 - E vice-versa. Aproxime a prática da teoria. Pense como o conteúdo que é discutido em sala de aula poderá ser útil na sua rotina de trabalho. Esteja atento para isso o tempo inteiro durante a aula. Sempre e logo que possível aplique na prática o que foi visto no MBA. É um excelente método de aprendizado.

9 - Seja pontual. Parece bobagem, mas fazer um MBA com seriedade exige reservar um tempo para ele. Quem chega atrasado demora a entender as discussões e atrapalha a concentração dos que chegaram no horário. Encare a aula como uma reunião importantíssima de trabalho.

10 - Faça a lição de casa. É consenso: para aproveitar a aula do MBA é preciso chegar preparado para ela. Não é à toa que a maior parte dos cursos fornece com boa antecedência o material que vai ser apresentado em sala. “A pós-graduação exige do aluno o dobro do tempo que prescreve a carga horária”, alerta Francisco Borges, diretor acadêmico do IBTA, em São Paulo.

Publicado em: http://vocesa.abril.com.br/edicoes/0112/fechado/materia/mt_254797.shtml

3.12.2008

Programas de gestão ambiental: Extra e Real

Pessoal, o tema "sustentabilidade" está impregnado nos mais diversos aspectos de nosso cotidiano. Em Hospitalidade isto também é verdade! Seja no planejamento de destinos turísticos ou na adequada destinação dos resíduos sólidos e efluentes. Por isso, creio que a Hospitalidade é um perfeito meio para Educação Ambiental, assim tomo a liberdade de publicar esta boa nova.

Recebi por e-mail. Ainda não confirmei tais informações... sugiro que verifique se os programas de gestão ambiental citados estão sendo promovidos em sua região também! Fica a dica!!

Agora já temos onde levar pilhas/baterias (Banco Real) e óleo de cozinha (Lojas Extra). As Agências do Banco Real e as lojas do Extra estão com programa de reciclagem.

Sabe aquelas pilhas e baterias usadas que não sabemos o que fazer com elas? Pois é, agora está fácil! Basta levá-las a qualquer agência do Banco Real e colocá-las no Papa-pilhas. As pilhas e baterias de celulares, câmeras digitais, controle remoto, relógios, etc, contém materiais que contaminam o solo e os lençóis freáticos deixando-os impróprios para utilização, podendo provocar problemas à saúde, como danos para os rins, fígado e pulmões. São eles: cádmio, mercúrio, níquel, chumbo.

Também já temos onde levar o óleo de cozinha usado para reciclar! As lojas do Extra, que já reciclam outros tipos de resíduos, como papel, vidro, plástico e metal, reciclarão também óleo de cozinha!

Você sabia que apenas 1 litro de óleo despejado no esgoto polui cerca de um milhão de litros de água ou o que uma pessoa consome em 14 anos de vida? E ainda provoca a impermeabilizaçã o dos leitos e terrenos próximos, contribuindo para a ocorrência de enchentes.

Importante: Depois que o óleo usado esfriar, armazene em uma garrafa PET daquelas de 2 litros, se possível transparente. Tampe bem a garrafa e deposite-a no coletor de lixo de cor marrom da loja Extra, indicado para esta finalidade.

Todo óleo de cozinha coletado será encaminhado pela cooperativa às empresas recicladoras, que o utilizarão como matéria-prima para a produção de biocombustível. Se o Extra mais perto de sua casa ainda não tem o coletor apropriado, ligue para o SAC da empresa: 0800-7732732 e peça para que seja providenciado.

Independentemente disso, pare imediatamente de jogar óleo pelo esgoto. Armazene em garrafas e jogue no lixo reciclável, e não no esgoto. Não esqueça: o Coletor Marrom está disponível em todas as Lojas do Extra.

Educação Ambiental: Se você quer ajudar mais, divulgue este e-mail para todas as pessoas que assim como você se preocupa com nosso Planeta. É assim que ajudamos a construir um mundo melhor.

Imagem: www1.istockphoto.com/file_thumbview_approve/3043281/2/istockphoto_3043281_ecology.jpg

Global Turismo & Cultura

Conheça um pouco mais sobre nossa parceira

"Em 2003 surgia a empresa especializada em gestão para o Turismo - Global Tourism, com a preocupação em incentivar o desenvolvimento do Turismo sustentável no Brasil.

Em 2008, comemorando 5 anos, ela amplia seu foco de atuação e inclui a área de Cultura, entendendo que essas áreas se relacionam e se complementam. Navegue pelo site e descubra mais sobre esse novo trabalho que está sendo desenvolvido.

Somos a Global Turismo & Cultura. Com novo logotipo, novo site e nova área de negócio. Uma equipe de ponta para atendê-lo e consultores técnicos independentes e especializados em cada segmento de negócio".

*** Conheça e enjoy it ***

Clique aqui para vistiar a página da Global Turismo & Cultura!

Certificação profissional: ótima notícia!

O Ministério do Turismo, em parceria com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), está lançando uma iniciativa inédita, que possibilita a qualquer interessado o acesso gratuito a todas as normas técnicas de turismo publicadas pela ABNT.

Ao todo, são 57 normas disponíveis, aplicáveis tanto a pessoas físicas quanto jurídicas e que versam sobre os mais variados temas: atendimento em bares e restaurantes, prestação de serviços relacionados a turismo de aventura, transportes, dentre vários outros.

Se você é profissional de qualquer área relacionada ao turismo ou é empresário, acesse as normas gratuitamente e tenha a chance de melhorar a qualidade dos seus serviços e obter competitividade para seus negócios.

Acesse as normas clicando aqui

3.10.2008

Qualificação em T&D

Ótima oportunidade de qualificação ao pessoal de São Paulo capital e região! Especialmente aos "ratinhos" e "ratinhas" do treinamento!! Seguem as informações:

JOGOS PARA INTEGRAÇÃO E AQUECIMENTO (Dra.Solange Matilde)

Dias: 26 E 27 de março (16h/a).

Objetivo: Fornecer tecnologia para aplicação dos jogos, estruturando de acordo com a necessidade de cada treinamento. Capacitar o indivíduo para analisar os dados e oferecer feedback adequado, utilizando ferramentas para aprendizagem, integração das equipes e melhora do clima organizacional.

PROGRAMA: Noções básicas de neuroaprendizagem; Visão winnicotiana do brincar compartilhado; Cronobiologia; Jogo dramático: Estrutura básica de procedimentos; Matriz de identidade; Diagnose e leitura do grupo. Jogos cooperativos; Dinâmicas de apresentação; Dinâmicas de quebra gelo; Dinâmicas de aquecimento; Dinâmicas Vitalizadoras; Dinâmicas para divisão de grupos; Dinâmicas de integração; Dinâmicas de aprofundamento; Dinâmicas de finalização; Músicas; 80% de prática, mais de 200 jogos entregue em CD.

Inscrições: (11) 3338-0460 e (11)3337-2557 c/ Gabriella

Ou rh@milioni.com.br & http://www.milioni.com.br/evnt/inscricao.htm

Endomarketing: tarefa do RH

Gostaria de compartilhar nosso novo logotipo. Na verdade, é bastante semelhante, mas com desenhos, cores e letras mais fortes. Sinal que nosso projeto está se desenvolvendo bem! Com todo o poder de uma iniciativa conjunta de profissionais interessados no bem comum! Vamos em frente!! Ótima semana a todos!!

Grande abraço!
Aristides Faria

3.07.2008

Motivação: qual sua estratégia!?

Enfrentamos situações embaraçosas todos os dias, seja no trabalho, em casa, na academia ou no comério. Normalmente as coisas se resolvem. Nem sempre ao nosso modo, ao nosso gosto. Eis aqui uma receita a quem não quer ser apenas coadjuvante de nossas próprias vidas... Pense estratégicamente! Planeje e execute! Boa leitura!!

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Um velho vivia sozinho em algum lugar do interior brasileiro. Ele queria cavar seu jardim, mas era um trabalho muito pesado. Seu único filho, que normalmente o ajudava, estava na prisão. O velho então escreveu a seguinte carta ao filho, reclamando de seu problema:

"Querido Filho, estou triste porque, ao que parece, não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo porque sua mãe sempre adorava a época do plantio depois do inverno. Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar com o jardim, pois está na prisão. Com amor, Papai."

Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama:

"PELO AMOR DE DEUS, Papai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos".

As quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar nenhum corpo.

Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera. Esta foi a resposta:

"Pode plantar seu jardim agora, Papai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento."

Estratégia é tudo! Inconformismo também!!

Nada como uma boa estratégia, para conseguir coisas que parecem impossíveis. Assim, é importante repensar nas pequenas coisas que muitas vezes, nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas carreiras, em nossas vidas, em nossos corações...

Moral da história: Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.

RH: diversidade no ambiente de trabalho

Entrevista com o Psicólogo Pedro Q. Cardoso publicada na Revista Má Cherie e multiplicada em sua coluna na página do jornal A Tribuna:

1) O que é o homossexualismo para a ciência? Doença ou Opção?

Bom, definitivamente o homossexualismo não é uma doença. Há muito tempo cientistas especulam sobre quais seriam as origens genéticas do homossexualismo. Nada foi comprovado. A pesar disso, alguns grupos sociais infelizmente ainda defendem a idéia de ser uma patologia, mas desde 1973 ele deixou de ser classificado como tal pela Associação Americana de Psiquiatria. É importante ressaltar que atualmente psicólogos e psiquiatras concordam que as relações homossexuais devem ser encaradas da mesma forma como são as heterossexuais. Nesse caso, independentemente da orientação sexual e do gênero, masculino ou feminino, estamos lidando com pessoas que se comportam e devem ser analisadas com base nas leis do comportamento.

leia a entrevista completa aqui!

Imagem: http://deepakjoke.files.wordpress.com/2007/12/hand-shake-love.jpg

3.06.2008

T&D: empowerment e força de vendas

A Travel Ace Assistance promoveu ontem, 4, em sua sede, em São Paulo, a palestra “Vendas: A jogada é sua!”. O evento contou mais de 50 participantes, entre agentes de viagens e travel managers. A apresentação foi feita por Evandro Correa, diretor Comercial da companhia e responsável por treinamentos motivacionais para a sua equipe de vendas e empresas parceiras.

O tema se desenvolveu com base em histórias de vida e experiências cotidianas que Correa apresentou com muita ênfase. O treinamento evidenciou como as esferas da vida cotidiana estão entrelaçadas pelo conceito de Vendas. “Se você está vendendo um serviço, está vendendo na verdade um relacionamento”, disse o executivo, que destacou a importância do respeito, troca de experiências, confiança, reciprocidade e prazer mútuo com o cliente.

A iniciativa, além de útil para os agentes e empresários do setor, também beneficia os consumidores finais, que poderão contar com um serviço diferenciado. Ao final da palestra, a primeira de uma séria que a Travel Ace realizará esse ano, com temas diferenciados, os agentes puderam trocar experiências e receberam certificados de participação.

"Com esse tipo de evento, podemos trazer reflexões que possam contribuir diretamente com o aperfeiçoamento do profissional no dia-a-dia em relação ao trato com o cliente. Nós percebemos que a qualificação profissional ainda necessita de aperfeiçoamento", ressaltou Evandro Correa.

Mostrando o acerto da estratégia, a Travel Ace aceitou convite da Associação das Agências de Viagem Independentes do Interior de São Paulo - Aviesp -, e promoverá, ao longo do ano, o treinamento de forma itinerante em nove cidades do interior do Estado. O primeiro acontece no próximo dia 17, em Taubaté.

Conheça mais sobre a empresa!

Matéria publicada em: http://www.turismoopiniao.com.br/noticias.asp?id_noticia=6712

PIB: Contribuição do Turismo aumenta

Estudo mostra que houve um crescimento de 235 mil postos de trabalho no setor turístico entre dez.2002 e dez.2006

Estudo da pesquisadora do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) Margarida Hatem Pinto Coelho mostra que, entre 2002 e 2006, houve acréscimo de 235 mil ocupações no turismo o que significou um aumento de 14,4% no total de empregos nas atividades do setor. Tal desempenho supera o avanço do PIB em 0,4 ponto percentual. O Produto Interno Bruto cresceu cerca de 14% no mesmo período.

A região Norte, com crescimento de 47%, seguida pelo Sul, com 23%, e o Nordeste, com 17%, cresceram acima da média. A região Sudeste, que concentra 44% da ocupação total no turismo, teve crescimento de apenas 7%, taxa semelhante à observada no Centro-Oeste, que tem a menor participação no número de ocupações do turismo.

Há um predomínio da ocupação informal no setor turismo em todas as regiões, e o seu ritmo de crescimento é maior que o do emprego formal. Em dezembro de 2006, 59% das 1,869 milhão de ocupações existentes no turismo eram informais.

O número de ocupações informais também cresce mais que o de formais. O segmento informal cresceu 16%, enquanto o formal, 12%, no período pesquisado. Os maiores níveis de formalidade ocorrem nas regiões Sudeste e Sul, com 48%, e Centro-Oeste, com 46%, valores superiores à média do Brasil, de 41%.

As regiões Norte e Nordeste têm as menores proporções de ocupações formais, com 26% e 28%, respectivamente. Além disso, a região Norte teve a maior queda na taxa de formalidade, caindo de 30% em 2002 para 26% em 2006; no Nordeste, essa taxa manteve-se no patamar de 28%. Destacam-se como atividades com maior formalidade: alojamento, aluguel de transportes e transportes. E como atividades informais: alimentação e cultura e lazer.

Veja no site (www.ipea.gov.br) texto para discussão "DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA OCUPAÇÃO NO SETOR DE TURISMO: BRASIL E REGIÕES" completo da pesquisadora Margarida Hatem Pinto Coelho. O estudo apresenta dados ano a ano para o Brasil e por região, com detalhamento nas chamadas ACTs (Atividades Características do Turismo): alojamento, agências de viagem, transportes, aluguel de transportes, auxiliar de transportes, alimentação e cultura e lazer.

3.05.2008

Gerenciamento de carreira em Hospitalidade

A catarinense Carolina Morchheiser, estudante da graduação em Turismo & Hotelaria da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), está desenvolvendo a pesquisa "A SITUAÇÃO PROFISSIONAL DOS EGRESSOS E ACADÊMICOS DE TURISMO E/OU HOTELARIA DA GRANDE FLORIANÓPOLIS (SC)", como seu projeto de bolsa de pesquisa.

Ela conta que "É grande o número de cursos na área de turismo e hotelaria oferecidos nas principais faculdades da Grande Florianópolis, em Santa Catarina". E complementa afirmando que "o maior desafio das instituições é manter a qualidade dos cursos, focando no mercado de trabalho".

Seu projeto de pesquisa tem como objetivo analisar o desempenho dos egressos (Turismólogos) no mercado de trabalho. Para isso, será feito inicialmente, um levantamento da quantidade e das principais características dos cursos com habilitação em turismo e/ou hotelaria da Grande Florianópolis.

Paralelamente, será necessário identificar quantos profissionais já se graduaram em cada faculdade, analisando o perfil dos mesmos enquanto alunos, questionando se trabalharam ou fizeram estágio. Após a colheita destes dados, deve-se averiguar de que forma esses profissionais estão inseridos no mercado de trabalho, em que área estão atuando.

A pesquisa será realizada com base nas informações fornecidas pelas instituições, atuais alunos e egressos. Os dados serão coletados por meio da aplicação de questionários estruturados, mistos para os alunos e egressos e analisados quantitativamente e qualitativamente. Os resultados serão apresentados de forma descritiva, seguindo-se a orientação dos objetivos do estudo.

Objetivo geral do estudo: Analisar a situação profissional dos egressos e acadêmicos dos principais cursos de graduação em turismo e/ou hotelaria da Grande Florianópolis (SC) no mercado de trabalho verificando as atuais oportunidades durante e posterior a formação acadêmica.

Objetivos específicos

• Identificar e delinear as características dos cursos de bacharelado em turismo e/ou hotelaria oferecidos pelas principais faculdades na região da Grande Florianópolis;

• Verificar o número de egressos e de alunos atualmente matriculados no curso nestas instituições de ensino;

• Averiguar o perfil profissional e de estágio dos egressos e dos atuais alunos durante o período acadêmico;

• Apresentar as áreas escolhidas, oportunidades encontradas e atividades exercidas, pelos egressos.

Sua formação é em/de Santa Catarina? Quer participar da pesquisa? Entre em contato: carolmorch@gmail.com

Pausa para um café!!

Recebi este conto via e-mail. Vale a curtição! Vale como introdução a um workshop sobre Empowerment ou Produtividade. Ah, vale como um toque àquele Chefe que se acha "O Grande Lider"! rsrsrs!

A importância do cafezinho.


Dois leões fugiram do Jardim Zoológico. Na fuga, cada um tomou um rumo diferente. Um dos leões foi para as matas e o outro foi para o centro da cidade. Procuraram os leões por todo o lado, mas ninguém os encontrou. Depois de um mês, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas. Voltou magro, faminto, alquebrado. Assim, o leão foi reconduzido a sua jaula. Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrou do leão que fugira para o centro da cidade, quando um dia, o bicho foi recapturado. E voltou ao Jardim Zoológico gordo, sadio, vendendo saúde.

Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta perguntou
ao colega:


- Como é que conseguiste ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar
com saúde? Eu, que fugi para para a mata, tive que voltar, porque quase não
encontrava o que comer...

O outro leão então explicou:

- Enchi-me de coragem e fui esconder-me numa repartição pública. Cada dia comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.

- E por que voltaste então para cá? Tinham acabado os funcionários?

- Nada disso. Funcionário público é coisa que nunca se acaba. É que eu cometi um erro gravíssimo. Tinha comido o diretor geral, dois superintendentes, cinco adjuntos, três coordenadores, dez assessores, doze chefes de seção, quinze chefes de divisão, várias secretárias, dezenas de funcionários e ninguém deu por falta deles! Mas, no dia em que eu comi o que servia o cafezinho... estraguei tudo!!!

3.04.2008

Nossa carta de valores

Estou lendo um livro chamado "Sorte ou Talento?", de Bo Peabody. Sugiro a leitura! É uma injeção de ânimo aos negócios e tem o poder de ampliar nossa visão quanto a importância de nossa network. A partir da leitura pensei em redigir uma carta de apresentação de nosso blog. Ou melhor, uma carta de valores. Um pouco diferente das tradicionais, em tom simples, informal, direto e verdadeiro.

Sucesso e boa leitura!
Aristides Faria



* Clique para ampliar!

Oportunidades de qualificação


Ótimas oportunidades, pessoal!! Clique na imagem para ampliar!!
Um abraço e boa semana!!
Aristides Faria
Pessoal!

Compartilho um ótimo material sobre Gestão Ambiental! É perfeito a treinamentos ou campanhas de sensibilização cujo tema seja a destinação final dos resíduos da empresa, da cidade e mesmo de casa! Vale a pena! São 18 minutos de filme!

video

Utilidade pública: ação humanitária

Os pacientes que dependem de medicamentos importados, sem similar no Brasil, podem novamente contar com o apoio da Fundação Ruben Berta.

Após quase 1 ano de atividades suspensas, o Serviço Humanitário de Transporte de Medicamentos é reativado a partir de uma parceria com a VarigLog, que ficará responsável pelo transporte dos medicamentos.

Este serviço possibilita ao público o acesso à medicamentos de necessidade vitais advindos dos Estados Unidos e Europa, sem custo de transporte e com total controle da operação Fundação Ruben Berta, que assume toda a intermediação de solicitações entre pacientes e distribuidores, desde a encomenda, acompanhamento, retirada e entrega, além do contato com a Vigilância Sanitária e a Receita Federal.

Mesmo diante de uma crescente procura por este serviço, suas características humanitárias foram preservadas. Ou seja, o transporte permanece gratuito de sua origem até Guarulhos e o paciente paga estritamente o custo do medicamento. Nos casos de entrega fora de Guarulhos, o paciente fica responsável pelo traslado Guarulhos - cidade de destino.

A iniciativa da Fundação Ruben Berta e VarigLog na retomada deste serviço é uma relevante demonstração de compromisso com a sociedade e a qualidade de vida das pessoas.

Importante:

O setor de Medicamentos do Exterior funciona no prédio da Fundação Ruben Berta em Congonhas e atende pacientes de todo o Brasil.

Endereço: Praça Comandante Lineu Gomes, s/nº. Aeroporto de Congonhas, São Paulo (SP). CEP: 04.626-020

Tel./Fax: (11) 5090 8001 & E-mail: medex@frb.org.br

Nova parceria: Instituto Amigos do Emprego

O Instituto Amigos do Emprego é uma organização não-governamental, que possui como proposta contribuir com o Governo e com a Sociedade, por meio de programas e apoio, conduzindo ações que visem a discussão, a pesquisa e a busca de soluções ao problema do “desemprego”.

Objetivos do Instituto:

- Criar uma rede de profissionais interessados em discutir o problema, contribuindo com ações concretas para o problema do desemprego;

- Promover debates e tornar pública algumas ações em forma de leis, artigos e matérias em jornais;

- Tornar-se referência na pesquisa e na solução de problemas relacionados ao problema do desemprego;

- Facilitar o contato entre profissionais da área do tema do comitê;

- Gerar conhecimento;

- Fomentar políticas públicas de geração de trabalho e renda;

- Promover publicações de artigos em livros, jornais, revistas, ou em qualquer meio de comunicação que contribua com seus objetivos sociais.

* Visite e cadastre-se: www.amigosdoemprego.org.br